Câmera Veicular e DVR para caminhões: Saiba tudo

Hoje no Brasil, transportadoras e motoristas vivem uma situação de extrema insegurança, enfrentando 17,5 mil roubos de cargas por ano, que representam uma perda de R$ 1 bilhão ao ano. Para reduzir estes números, várias soluções são procuradas, entre as quais o monitoramento por câmera veicular figura como uma alternativa capaz de oferecer respostas bastante satisfatórias, tanto no acompanhamento do desempenho de motoristas, quanto na prevenção de furtos e de roubos, tanto de cargas quanto de combustível.

Dentre as alternativas de monitoramento existentes, o conjunto formado pelo equipamento de armazenamento de imagens – DVR Veicular – e câmera veicular se apresenta como uma das mais buscadas para caminhões e é por isso que resolvemos listar as dúvidas frequentes que a nossa equipe costuma responder a respeito:

 

 

1. Qual o consumo de energia do DVR Veicular Roadvision?

O conjunto completo é formado pelo DVR Veicular, que permite o armazenamento local e também pelo conjunto de câmeras veiculares instaladas no veículo que captam as imagens.

É preciso considerar a quantidade de câmeras instaladas para calcular o gasto de energia. Se tomarmos como referência um conjunto que utilize quatro câmeras veiculares, o consumo máximo será de três amperes.

 

2. Por que usar um SSD interno se já utilizo o pen drive para armazenamento das imagens?

Com o uso de um SSD para armazenamento, as imagens geradas pelas câmeras serão preservadas com mais segurança e por um período de tempo maior, consequentemente não sendo necessário descarregar diariamente, como no caso das mídias removíveis.

Além disso, pen drives ou SD cards podem ser perdidos, corrompidos ou danificados. Portanto, o ideal é o uso combinado de um SSD fixo e de uma mídia removível, o que certamente fará com que as imagens possam ser preservadas com maior segurança na unidade do caminhão, ao mesmo tempo em que um backup pode ser feito na unidade móvel.

 

3. Qual a diferença entre câmera digital e câmera analógica?

As câmeras digitais fazem a captura da imagem por meio da lente, que direciona o que foi capturado para um sensor que codifica a luz, ou seja, como resultado a imagem é transformada em sinais digitais que podem ser armazenados como qualquer arquivo de computador, em um HD, em um SSD, em um pen drive ou em outro dispositivo de memória qualquer.

Já as câmeras analógicas obedecem ao mesmo princípio de captura da câmera digital. A diferença está na codificação que é feita em uma placa de captura que converte os sinais da imagem, ou seja, a luz, em sinais elétricos que representam dígitos binários, ou analógicos. De modo geral, as câmeras digitais possuem a vantagem da qualidade de imagem superior.

 

4. Quando usar câmera veicular com infravermelho?

As câmeras com infravermelho são necessárias para a gravação de imagens em ambientes com pouca luminosidade. Por isso, recomendamos que todas as câmeras veiculares tenham este atributo.

Saiba mais em nosso post Por que usar câmeras com infravermelho em sua frota de ônibus?

Por esta razão, por exemplo, quando o caminhão está estacionado em um posto à noite, ela continua capturando as imagens com nitidez, permitindo que quaisquer ações suspeitas em torno do veículo sejam gravadas ou, até mesmo, acompanhadas à distância por uma central, no caso da utilização do monitoramento em tempo real via 3G/4G.

 

5. É possível utilizar câmeras escondidas?

Primeiramente, sim. Existe um tipo de câmera chamada “pin hole” que, por ser menor do que as convencionais, permite que a mesma seja instalada de maneira discreta na cabine ou na carroceria do caminhão.

Entretanto, basta que se faça a fixação da câmera veicular em um determinado ponto que possibilite que a lente seja ajustada a um pequeno furo, ficando assim camuflada como parte da estrutura do veículo e podendo se passar consequentemente como se fosse um parafuso.

Por causa desta característica é possível monitorar de maneira oculta a equipe de trabalho e a movimentação do caminhão, o que pode ser a diferença para acompanhar a má conduta de colaboradores ou até auxiliar na segurança do motorista em caso de assaltos, por exemplo.

 

6. Por que é mais seguro utilizar o armazenamento SSD em relação ao HD?

Primeiramente, no e-book Entenda a Importância do SSD em DVR Embarcado, publicado pela Busvision, é possível identificar pontos de segurança que colocam o SSD em vantagem sobre o HD.

Em contraste e diferente do sistema HD, que é um equipamento composto por circuitos eletrônicos e por componentes eletromecânicos, que são o disco rígido e o dispositivo de leitura e de gravação, o SSD é uma unidade totalmente constituída por componentes eletrônicos que permitem um processamento muito mais rápido, com pouca geração de calor e baixo consumo de energia.

Além disso, o SSD é insensível a trepidações e requer menor espaço para armazenamento das unidades, se comparado ao HD. A memória flash do SSD, semelhante a dos pen drives, não possui partes móveis e, por isso mesmo, é bastante resistente a impactos.

Como resultado, o SSD mantém uma excelente taxa de transmissão de dados, que pode chegar a 500 MB por segundo, bastante superior a dos HD, o que torna o dispositivo também mais seguro e mais eficiente nesse aspecto.

 

7. Por quanto tempo as imagens podem ficar armazenadas?

Certamente o tempo de gravação vai depender da capacidade de armazenamento/quantidade de dados gerados. Por exemplo, se o caminhão possui uma câmera veicular (não HD), ele vai precisar, em média, de 4GB de dados por dia. Se possui duas câmeras veiculares, precisará de 8GB.

Portanto, é preciso considerar que o tempo de permanência das imagens vai depender da capacidade de armazenamento disponível. Ou seja, quanto maior a capacidade do HD/SSD, menor será a frequência de descarregamento das imagens.

 

8. É possível acompanhar minha frota em tempo real ou somente após o descarregamento das imagens?

É possível monitorar as imagens da frota ao vivo. Para isso, é necessária a instalação de um roteador pré-configurado e conectado a um chip 3G/4G de qualquer operadora e com plano ilimitado de dados (contratação sob responsabilidade do cliente) para cada veículo. Entretanto é importante frisar que a transmissão está sujeita à cobertura da operadora escolhida. De qualquer forma, a possibilidade de visualização remota e em tempo real das imagens captadas pelas câmeras veiculares internas e externas do caminhão, aumenta a segurança do transporte.

 

9. Como faço para descobrir se meu combustível está sendo furtado?

Neste caso, como resultado de um bom trabalho de monitoramento, recomendamos a instalação de câmeras veiculares externas nos dois lados em que estão os tanques de combustível. 

 

10. Posso integrar meu GPS ao DVR Veicular?

Depende do modelo de DVR Veicular Roadvision que a sua empresa escolher. No caso das versões mais robustas e completas, é possível fazer a integração do GPS ao DVR veicular.

Se você tem mais alguma dúvida sobre a Roadvision ou sobre câmera veicular, clique aqui para falar conosco.

 

Precisa de ajuda?

Entre em contato com nossos consultores!

fale-conosco-cta-1

1 comentário em “Câmera veicular e DVR Veicular para Caminhões – 10 Perguntas Frequentes”

  1. Pingback: Fraudes comuns em frotas de caminhões

Comentários encerrados.

Rolar para cima