Quanto as perdas com a gestão de frotas de ônibus podem custar para a sua empresa?

As perdas recorrentes com a má gestão de frotas de ônibus são um problema que vem tirando a tranquilidade da maioria dos empresários do segmento de transportes. Infelizmente, uma gestão inadequada dos veículos aumenta os custos e interfere na competitividade. Saiba quanto as perdas com frotas podem impactar no sucesso do seu negócio!

Entenda a origem dos custos com perdas na gestão de frotas de ônibus

No Brasil, onde a modalidade de transporte rodoviário é a mais utilizada, contar com uma gestão de frotas moderna e a obtenção de certificações como a ISOs, por exemplo, pode evitar a evasão de receita, entre outros benefícios. Veja como a empresa acumula perdas sem uma gestão de frotas adequada!

Utilização indevida dos veículos

Alguns fatores podem contribuir ainda mais para aumentar as perdas nas frotas. Entre eles, podemos destacar a utilização de forma indevida pelos motoristas, que acabam resultando em acidentes, exigem manutenções constantes, desvalorização dos veículos pela rápida deterioração e redução da vida útil da frota.

Como resultado, todos esses fatores irão somar dias parados para a realização de reparos, danos causados direta ou indiretamente a terceiros, redução de tempo em atividade, maiores custos com franquias de seguro e despesas jurídicas, além de indenizações e, possivelmente, a perda de clientes originada pela má exposição da empresa.

Falta de controle sobre os veículos à distância

Outro problema que pode gerar uma aceleração das perdas com frotas acontece quando a empresa de transporte disponibiliza o veículo para que os funcionários realizem uma viagem e não exista qualquer controle sobre eles. A má conduta de um motorista pode representar um atendimento de baixa qualidade ao cliente e permitir que o colaborador incorpore atividades pessoais na utilização da frota. Sendo assim, parte de seu patrimônio pode estar muito longe da supervisão da empresa e sendo usado de forma incorreta.

Ausência de uma equipe preparada para a gestão da frota

A falta de profissionais qualificados e treinados para compor a gestão de frotas da empresa de transportes pode se tornar um agravante para o aumento das perdas, ou seja, a alta competitividade no setor e as péssimas condições de uso das rodovias, obrigam as empresas a adotarem um sistema de gerenciamento da frota mais barato e com uma equipe despreparada. Isso impede a manutenção e operação de forma adequada, gerando perdas consideráveis para o negócio.

Um sistema de gestão de frotas obsoleta

Acima de tudo, o controle de perdas com a frota exige uma equipe de gestão reciclada e capacitada para operar um sistema moderno de gerenciamento. Os métodos convencionais já não geram mais resultados satisfatórios, o que torna necessário a integração dos demais setores da empresa para uma gestão de risco da frota. Treinamento e capacitação dos motoristas, o desenvolvimento de um sistema de controle que aponte, rapidamente, os desvios dos veículos, acesso aos eventos online e a criação e uso de ferramentas que facilitem a projeção de perdas para ajudar na tomada de decisões, são métodos já testados e aprovados por grandes organizações ao redor do mundo e que trouxeram muitos benefícios.

Como resultado e lembrando que processos como a observação das atividades recorrentes na empresa é um bom começo para mudar esse cenário, podendo gerar levantamentos para estudos e análises de dados que indicarão o caminho a ser seguido.

Você tem alguma outra dica para reduzir o custo com as frotas? Compartilhe nos comentários!

Capacitação e treinamento de motoristas e cobradores: custo ou investimento? Clique aqui para visualizare-book E-Book Grátis: 10 problemas que fazem sua empresa de ônibus perder dinheiro (e como evitá-los)

2 respostas

Trackbacks/Pingbacks

  1. 5 Benefícios do Monitoramento Embarcado em Transporte Público
  2. Combatendo a Evasão de Receitas na sua Frota de Ônibus - Busvision

Envie um comentário