Um-motorista-da-minha-frota-de-veiculos-saiu-da-rota-o-que-devo-fazer
Um motorista da minha frota de veículos saiu da rota, o que devo fazer?

 

Um problema comum que algumas empresas de transportes precisam lidar é o desvio da rota por parte dos motoristas de ônibus. Entre outras questões, esta é uma das que mais pode trazer prejuízos, já que os carros podem circular por áreas de risco, aumentar o percurso de maneira não prevista (gastando mais combustível), diminuir o número de passageiros (não passando nos pontos corretos), entre outras situações desfavoráveis.

Sendo assim, neste post vamos falar sobre quais medidas podem ser adotadas pelo gestor de frotas quando essa situação ocorre e como a empresa pode proceder nesses casos. Acompanhe:

 

Tenha um diálogo direto

A princípio, uma conversa franca com o motorista, buscando saber os motivos e demandas que o fizeram desviar da rota, pode ser suficiente para garantir que algo assim não se repita. É importante que o gestor explique quais as consequências destes desvios de rota, quando não são absolutamente necessários — como em situações em que há risco para sua segurança e dos passageiros -, podem gerar atrasos e aumento dos custos, por exemplo. Além disso, deve-se orientar sobre quais medidas podem ser tomadas caso o motorista precise fazer um desvio de rota, e quais as punições, para o caso de novas ocorrências.

Nesse momento, a conversa pode ser mais em tom de entendimento, de forma a oferecer ajuda — caso seja necessário — e orientação para a capacitação do profissional. A princípio o RH pode ser acionado para auxiliar com a verificação do excesso de carga horária, necessidade de folgas, entre outras coisas.

 

Aplique advertências

Se mesmo após a orientação o motorista insistir em fazer desvio da rota, pode ser o momento de aplicar uma advertência por escrito. Nesse caso, a conversa pode ser mais incisiva e o gestor da frotas deve advertir sobre punições mais severas caso essa falha volte a acontecer.

Medidas severas

Se mesmo depois do diálogo e advertências o motorista ainda tem esses desvios de conduta, é um forte sinal de que ele não compartilha dos valores da empresa e não se preocupa com os prejuízos e consequências que suas alterações na rota podem provocar.

Neste caso, caberá ao gestor de frotas tomar as medidas administrativas necessárias para garantir a otimização da gestão de operações e os melhores resultados para a empresa.

Para saber mais sobre como a capacitação e treinamento de motoristas e cobradores pode impactar diretamente no seu negócio de transportes, baixe o nosso e-book gratuito sobre o tema.

 

Como identificar se um motorista saiu da rota?

A utilização de um sistema de monitoramento embarcado permite o acompanhamento em tempo real da rotina de trabalho das equipes, e é sem dúvidas a melhor alternativa para otimizar a gestão de frotas da sua empresa. A instalação de câmeras de monitoramento de frotas ajudam na elucidação de furtos e roubos, de riscos jurídicos e na avaliação comportamental dos motoristas e colaboradores.

As alterações na rota realizada por motoristas podem trazer sérias consequências para a empresa. Apesar de ser uma questão relativamente comum, é possível adotar medidas que visam tanto prevenir, quanto coibir esse tipo de conduta. Se você está se perguntando como pode monitorar sua equipe de motoristas e cobradores com câmeras embarcadas, baixe o nosso e-book exclusivo e confira nossas dicas:

ebook-como-monitorar-sua-equipe-de-motoristas-e-cobradores-com-câmeras-embarcadas

Alguma vez você já passou por uma situação em que o motorista saiu da rota em sua empresa? O que foi feito para evitar que isso voltasse a acontecer? Compartilhe suas experiências conosco através dos comentários e assine nossa newsletter para receber mais dicas sobre a gestão de frotas!

1 comentário em “Um motorista da minha frota saiu da rota, o que devo fazer?”

  1. Pingback: Como Prevenir Gastos na Gestão de Frotas com DVR Veicular

Comentários encerrados.

Rolar para cima