Acidentes: custos que a sua empresa de transportes não quer ter

sua-empresa-de-transportes-não-quer-ter-custos-com-acidentes

Um dos principais problemas que contribuem para a perda de receita nas companhias de transporte são os custos com acidentes. Sejam frutos de imprudência dos condutores ou dos pedestres, a maioria deles terminam gerando processos indenizatórios extremamente onerosos para as empresas (custos estes que a sua empresa com certeza não quer ter).

No entanto, com as imagens geradas por um sistema de câmeras embarcadas, hoje torna-se possível a geração de provas e materiais comprobatórios, atribuindo as devidas responsabilidades e identificando os reais culpados. Desta forma, a empresas de transporte podem se eximir e obter segurança jurídica, evitando mais custos.

A seguir, conheça algumas despesas relacionadas a acidentes que certamente sua empresa de transportes não quer ter:

 

Custos com acidentes e inúmeros processos judiciais

No geral, as causas para o acontecimento de sinistros estão relacionadas a falhas humanas – de motoristas e outros condutores. Ainda assim, não é possível apontar o real culpado no momento exato em que eles aconteceram.

Entre os principais fatores, podemos citar o tombamento, capotagem ou colisão devido a velocidade incompatível com o trecho somada à fadiga do motorista, desrespeito às leis de trânsito, imperícia na manobra e até mesmo distração (confira nosso ebook sobre Capacitação de Motoristas e Cobradores)

Além dos gastos com o conserto ou perda total do ônibus, a empresa ainda terá que enfrentar os inúmeros processos judiciais por parte de pedestres e outras vítimas. Estes possivelmente acusarão o motorista e a companhia de transportes com base em falsos testemunhos, visando o ganho de recursos financeiros provindos de indenizações. Além disso, serão contadas inúmeras versões do fato ocorrido, o que dificulta ainda mais o processo de auditoria.

A única maneira da empresa se isentar da responsabilidade, bem como a de seu funcionário (caso seja inocente), é através de uma prova concreta que mostre o que realmente aconteceu momentos antes do incidente. Mas para isso, ela precisa contar com imagens captadas por câmeras internas e externas. Um sistema de monitoramento embarcado, além de identificar o culpado pelo sinistro, evita que a empresa destine grande parte do seu faturamento ao pagamento de processos judiciais.

 

Receitas direcionadas ao pagamento de indenizações

Muitos gestores, visando evitar custos com a contratação de funcionários e montagem de sala de monitoramento, optam por contratar uma organização terceirizada especializada em CFTV (Circuito Fechado de Televisão) para se encarregar da visualização constante das imagens captadas em seus veículos.

Contudo, devido a dificuldades no processo de gestão, inúmeras ocorrências e irregularidades não são identificadas. E caso ocorra algum acidente, muitas receitas serão perdidas devido a falhas no monitoramento diário e destinadas ao pagamento de indenizações a pedestres e condutores. Com um sistema de DVR Veicular, a empresa poderá fazer o monitoramento de sua frota em tempo real, extraindo informações sobre todas as suas operações.

E caso haja algum sinistro, um software de gestão poderá auxiliar nos processos de auditoria através da geração, gravação e visualização de acidentes filmados por câmeras de monitoramento. Além disso, o Software de Gestão de Imagens Busvision, por exemplo, garante total sigilo das informações e mantém a integridade de todas as imagens.

Diante de todos os problemas expostos, cabe à diretoria e ao departamento jurídico da empresa de transporte analisar se o investimento nesse sistema é viável. Vale ressaltar que a verba investida pode ser justificada ao evitar gastos jurídicos, evitando custos com acidades perdas de receita na empresa.

E então, compreendeu a importância do sistema de monitoramento embarcado para a sua empresa de transportes? Ainda tem alguma dúvida ou experiência a relatar? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo!

CTA_Whitepaper_Conheça-as-soluções-em-câmeras-embarcadas-do-mercado-brasileiro

7 respostas

  1. Resposta
    Eloir Pramio
    jun 02, 2016 - 04:51 PM

    Boa tarde, Trabalho com treinamentos justamente com direção defensiva e o material é importantissimo

      • Resposta
        MARKETING BUSVISION
        jun 02, 2016 - 07:40 PM

        Muito obrigada pelo comentário, Eloir! De fato, a gestão de segurança é fundamental no ramo de transportes. Sendo assim, ações preventivas são essenciais para o bom desempenho do processo e seus resultados.
        Continue acessando nossos conteúdos e postando comentários. Seu feedback é fundamental para que possamos buscar cada vez mais soluções inovadoras para nossos clientes.
        Equipe Busvision/Roadvision

      Trackbacks/Pingbacks

      1. Quais os Erros Comuns de Motoristas de Frotas de Veículos?
      2. 5 Benefícios do Monitoramento Embarcado em Transporte Público
      3. 4 Dicas de Manutenção de Veículos para sua Frota de Ônibus
      4. 4 práticas eficazes na logística de transporte de cargas
      5. 4 práticas eficazes na logística de transporte de cargas

      Envie um comentário