Descubra se o seu DVR veicular está sendo REALMENTE eficaz

 
Post_Descubra-se-o-seu-DVR-veicular-está-sendo-REALMENTE-eficaz

 

Na última década, o aperfeiçoamento dos sistemas de transporte e do gerenciamento de processos foi impulsionado pela percepção – por parte dos gestores -, de que é mais viável prevenir os riscos envolvidos nas atividades do que destinar uma grande parcela do faturamento aos custos com perdas. A função de monitoramento da frota, que antes cumpria um papel burocrático, passou a ganhar relevância, movimentando recursos financeiros e fazendo parte das estratégias das companhias. Isso porque muitos problemas, tais como fraudes e roubos, tendem a retardar o seu desenvolvimento contínuo do mercado e impedir o ganho de vantagens competitivas.

Contudo, muitas empresas ainda tem dúvidas de como escolher o melhor sistema de câmeras de monitoramento e acabam investindo em soluções ineficazes e que geram perdas financeiras. A seguir, veja se o seu atual sistema de DVR veicular está sendo realmente eficaz.

O seu DVR Veicular possui um suporte antifraude?

Uma das maneiras dos funcionários impedirem o funcionamento do sistema de monitoramento é desligando a chave geral do veículo para retirar seus fusíveis, visando cometer irregularidades, tais como desvios de receitas e violação do armazenamento interno para excluir imagens gravadas. Contudo, para garantir uma maior segurança, os sistemas DVR Veicular devem contemplar uma proteção contra o roubo de imagens, evitando que qualquer pessoa desligue o equipamento.

Para isso, a nossa solução possui no gabinete dois segredos de fechaduras: um para a parte de manutenção e outro para o local onde ocorre a troca do Pen Drive. E com a fonte de energia inteligente, as câmeras e o DVR veicular continuam a ser alimentados continuamente de 30 minutos a seis horas, mesmo com o veículo desligado.

Confira mais a respeito em nosso artigo sobre como se prevenir contra fraudes no DVR Veicular.

Quanto volume de gravação ele armazena?

É importante lembrar que o tempo de retenção das imagens é totalmente proporcional ao investimento necessário, ou seja, dependendo do equipamento escolhido pela empresa, o investimento será mais baixo ou mais elevado. Não é incomum casos de passageiros que alegam quedas e outros sinistros, e é preciso que a empresa esteja apta a oferecer imagens comprobatórias para se eximir da responsabilidade. Por isso, é importante que a empresa tenha um ótimo espaço de armazenamento, para preservar estar imagens e resguardar a sua segurança jurídica.

Esse volume é bem expressivo, já que cada câmera gera em média 4GB por dia. Portanto, cabe aos gestores verificarem se o investimento é viável e tomarem a melhor decisão sobre qual quantidade de armazenamento adotar. Contudo, no primeiro caso de acidente solucionado pelas imagens, a verba investida já será justificada, sem quaisquer perdas financeiras para a empresa.

No que diz respeito ao armazenamento interno das imagens, nós produzimos um ebook gratuito exclusivamente sobre o tema. Baixe AGORA!

Entenda a importância da utilização do SSD em DVR embarcado: Saiba as diferenças entre as formas possíveis de armazenamento interno

Seu DVR permite a customização e a troca de peças?

Muitos modelos de equipamentos importados, que geralmente possuem um custo mais barato e atraente, são fechados e não permitem a sua customização. Justamente por isso, caso alguma peça ou o próprio equipamento seja danificado, não há como repor peças ou repará-lo.

Só por estas questões já é simples de entender que vale muito mais ao gestor uma nova compra, adquirindo um sistema de monitoramento realmente eficiente, para evitar esses problemas. A empresa deve sempre adotar equipamentos de primeira qualidade que possibilite troca de componentes para solucionar problemas técnicos simples sem a necessidade de troca de todo o equipamento e que possuam um conjunto específico de cabos, e que possuam um conjunto específico de cabos e conectores necessários para a instalação.

Ele adequa-se as condições do ambiente?

Em algumas capitais do Brasil, como no Rio de Janeiro, as altas temperaturas continuam frequentes. De acordo com a meteorologia, os termômetros chegam a marcar 42ºC em determinadas épocas de ano, com sensação térmica de 57ºC. E nos tetos dos ônibus, essa situação é ainda pior, com temperaturas chegando a 70ºC. Já em algumas cidades do Rio Grande do Sul, foram registrados apenas 3ºC. Seja quente ou frio, o equipamento de monitoramento deve suportar oscilações de temperatura.

Por conta de tudo isso, é importante que o gestor busque empresas com experiência neste segmento e que disponibilizem soluções adequadas para oferecer um sistema de DVR veicular efetivo.

E então, seu sistema de DVR Veicular está sendo eficaz para a sua empresa? Comente abaixo!

CTA_EBOOK_Como-monitorar-cobradores

Envie um comentário