Sua empresa de transporte pretende instalar em seus veículos um sistema de monitoramento por imagens? Se sim, você deve se preocupar, acima de tudo, com a manutenção dos equipamentos. Entende-se por equipamentos as câmeras e os DVRs, responsáveis por captar e gravar as imagens dos veículos.

camera-onibus-zoom

A partir do relacionamento diário com as maiores empresas do setor de transporte, percebemos três simples falhas capazes de inibir o funcionamento do monitoramento por imagens nas frotas de ônibus.

1 – Não optar pela instalação do DVR com alimentação vinda diretamente da bateria

Este tipo de instalação dedicada evita paradas no equipamento de DVR, não permitindo que funcionários desliguem a chave geral do veículo (localizada na perna do motorista) para retirar seus fusíveis e cometer quaisquer irregularidades.

2 – Falta de manutenção diária das câmeras e dos DVRs

Esta talvez seja a maior das três falhas, que pode ser facilmente contornada. Normalmente as empresas de transporte designam técnicos para realizarem a manutenção de seus equipamentos, porém na prática apenas verificam o funcionamento do validador dos ônibus, em detrimento de câmeras, DVRs e GPS. O motivo é simples: as leis de transporte só obrigam o funcionamento do validador.

3 – Terceirizar a visualização das imagens com empresas de CFTV

Para reduzir custos com equipe interna e sala de monitoramento, muitos empresários optam por terceirizar a visualização constante das imagens captadas em seus veículos com empresas especializadas em outra área, no caso CFTV (Circuito Fechado de Televisão).

O resultado desta decisão? Falhas no monitoramento diário, ocorrências (irregularidades) não identificadas e muita receita perdida sem a ação jurídica imediata da empresa de transporte.

Clique para saber tudo sobre DVR Veicular e câmeras de ônibus!

SSD em DVR embarcado

Rolar para cima