Diferenças entre integração telemetria e câmera via web x via cabo

Hoje os motoristas de ônibus e caminhões encontram uma infinidade de recursos tecnológicos voltado à segurança. Nesta lógica, alguns equipamentos se destacam. É o caso da integração telemetria e câmera via web ou via cabo. Por se tratar de um importante instrumento, é fundamental compreendê-lo e conhecer suas diferenciações.

A integração entre telemetria e câmera pode ser feita de duas maneiras, por cabo ou via web. Ambas auxiliam e facilitam o trabalho do motorista.

Integração telemetria x câmera

A integração telemetria e o monitoramento de câmeras

No século XXI, inúmeros instrumentos tecnológicos foram criados, integrados e inovados. A integração telemetria é um exemplo ideal desse paradigma.

O recurso é aplicado em ônibus e caminhões tanto em hardware quanto em software. Por um lado, o hardware consiste em sensores instalados em freios, no motor, em sistemas elétricos e em outros componentes.

Por outro lado, há um sofisticado sistema de softwares ligado aos hardwares que transmite todas as informações dos componentes. Essas informações quando captadas são enviadas de modo automático para um central.

Nessa central de informações, as empresas e os profissionais que trabalham nelas têm uma noção real das condições dos veículos.

Esse mecanismo possibilita às empresas investirem, substituírem e melhorar a sua frota de ônibus e caminhões. Além disso, a integração telemetria colabora para que as empresas não apliquem recursos de forma exorbitante e sem retorno.

Em suma, a integração telemetria foi desenvolvida para mensurar as condições e a qualidade de peças e componentes nos veículos.

Consequentemente, a integração telemetria irá impactar, para melhor, as condições de todos os veículos. Mas não é só isso. A integração telemetria colabora ainda na preservação de vida dos condutores porque tendem a dirigir bons veículos.

Já o monitoramento de câmeras funciona basicamente como a integração telemétrica. Porém, esse monitoramento audiovisual traz outros benefícios. O primeiro deles é que o recurso traz um respaldo jurídico, técnico e funcional para as empresas.

As corporações podem monitorar tudo o que acontece dentro dos ônibus e caminhões. Isso ajuda a resolver, por exemplo, dúvidas de acidentes ou de problemas durante as viagens ou com os motoristas e passageiros.

Do ponto de vista mais técnico e funcional, o monitoramento com câmeras auxilia na entrega em tempo real dos vídeos. Uma central de informações recebe todos o material do monitoramento.

Integração telemetria e câmera via web ou cabeamento: afinal, qual escolher?

Quando se fala em integração telemetria com monitoramento de câmeras há dois modelos: via web ou de cabeamento. No caso via cabo direto, esse sistema funciona com o envio de informações e dados por meio de rastreador DVR. Nesse sentido, as corporações não necessitam da dependência de uma conexão 3G e 4G nos veículos.

Tudo que é monitorado pelas câmeras e pela telemetria é gravado no DRV e encaminhado para a nuvem online. Assim, tudo é gravado e arquivado nesse sistema o que, na prática, conservam duplamente o material captado. Uma parte fica gravada no sistema físico ligado aos veículos e outra vai para a nuvem. Já na nuvem, a central de informações lida com o material recolhido.

Já o sistema via web também é feita via comunicação em nuvem cm conexão 3G ou 4G. Há aspectos positivos e menos populares do sistema via web. O principal deles é o envio das informações depende de uma conexão 3G e 4G.

Consequentemente, se a conexão for boa o material é entregue em tempo real. Se a conexão apresentar falhas parciais, a transmissão das informações demora alguns segundos, ocorrendo um rápido delay. Por outro, ressaltando o aspecto positivo, o envio em tempo real de informações proporciona eficiência e agilidade.

Existe outro dado interessante do sistema via web: ele permite selecionar aquilo que será visto na central de informações. Ao “tagear” aquilo que deseja ser captado. Um exemplo deixa mais claro.

O sistema monitora tudo. Porém, se a empresa quiser somente acompanhar freadas bruscas e as condições do pneu é possível. Em síntese, é possível fazer uma seleção daquilo que se deseja monitorar.

Em termos financeiros, tanto o modelo via cabeamento quanto via web estão praticamente equiparados. Assim, cabe às empresas escolher qual é o melhor investimento.

Para saber mais sobre o tema para investir sem medo

Outras informações sobre como funciona a integração telemetria com monitoramento de câmeras podem ser consultadas no site da Busvision. No site estão descritas também mais informações sobre o modelo de cabeamento e via web.

Envie um comentário