5 dicas de prevenção contra crimes nas estradas

O tema da segurança está cada vez mais fazendo parte do dia a dia dos brasileiros. Contudo, nas estradas, principalmente com os motoristas, o assunto nunca deixa de ser pautado. Isso acontece porque os crimes nas estradas, dependendo do local, viram rotina. Pensando nisso é preciso levantar algumas ações que podem ajudar a conter os crimes nas estradas.

Foto: Reprodução

Em busca de um método contra crimes nas estradas

Não é sempre que a polícia pode estar auxiliando no patrulhamento em estradas. Isso não é opinião, é um fato admito pelos próprios órgãos oficiais de segurança. Adiante, para se proteger, os motoristas recorrem aos mais diversos métodos e estratégias de segurança pessoal e coletiva.

Muitos passam pelo longo processo para obter o porte de arma de fogo. Outros, por sua vez, acabam optar por armas brancas ou comércio clandestino de arma de fogo.

Além disso, há aqueles que mudam o trajeto e rodam por mais tempo para fugir das rotas de crimes nas estradas. Tudo isso para que uma carga não seja rouba, que o ônibus ou caminhão não seja levado.

E o mais importante, fazem tudo isso para dar segurança à própria vida ou à vida de terceiros. Em resumo, cada motorista encontra o seu método, a sua estratégia, de se manter seguro e fugir dos crimes nas estradas.

Entretanto, há outros métodos que podem ser empregados para evitar que os crimes nas estradas aconteçam. Lembrando que o conteúdo que será apresento a seguir, nesse sentido, é de prevenção. Cabe a cada acatar ou não, de maneira voluntária, o que será apresentado como dica contra os crimes nas estradas.

A primeira dica é consultar o movimento das estradas antes de viajar. Ao consultar aplicativos de celular que mapeiam a situação nas estradas, os motoristas podem evitar congestionamentos e arrastões. Além dos apps, grupos de motoristas no Whatsapp ajudar a evitar trajetos perigosos. Assim, vale a pena estar bem informado antes de pegar a estrada.

Outras dicas valiosas de prevenção contra crimes nas estradas

Junto com a primeira dica, os motoristas, se possível, devem evitar pegar estradas durante a madrugada. Ocorre que muitos caminhoneiros, por necessidade, preferem viajar de madrugada devido ao número baixo de veículos em circulação. No entanto, dirigir de madrugada também atrai riscos, sobretudo em estradas pouco movimentadas. De todo modo, a dica é evitar dirigir de madrugada.

Agora independente do dia ou da noite, vale também dirigir com os vidros fechados. No inverno brasileiro, isso é mais fácil. No verão, vale utilizar o sistema interno de ventilação. Lembrando que as portas devem ficar travadas. Em estradas movimentadas, em que os condutores as conhecem muito bem, essa dica não é uma prioridade. Mas, de qualquer modo, vale a recomendação.

A quarta dica é não deixar os pertencer expostos dentro e fora do veículo, seja em movimento ou parado. O ideial é deixar os documentos e pertences em um local escondido, que só o condutor sabe onde está.

O porta-luvas é um espaço conhecido e o primeiro que bandidos verificam. Deixar os pertencer nos bancos é um dos principais erros dos motoristas. Com motoristas distraídos, as chances de criminosos levarem os pertences aumentam.

Ostentar produtos eletroeletrônicos como TVs de pequeno porte, tablets, notebooks e celulares também está fora de cogitação. Esses aparelhos só devem ser utilizados em locais seguros, de confiança para o motorista.

No mais, é fundamental não colar adesivos e fixar placas que tragam informações pessoais do motorista. Em outras palavras, não se deve colocar adesivos da cidade em que mora ou nasceu. A mesma recomendação vale, sobretudo, para adesivos com os nomes de membros da família e de locais que frequenta.

Dica final para a prevenção de crimes nas estradas

A quinta dica é dirigir com naturalidade ao perceber que está sendo seguido. Nesses casos, vale dirigir-se para estradas movimentas e acionar a polícia. Além disso, durante as viagens, criminosos acabam provocando colisões leves nas traseiras dos veículos.

Trata-se de uma armadilha para que o condutor pare o veículo e seja alvo fácil dos bandidos. Desconsiderar colisões leves pode ser uma boa estratégia de defesa contra crimes nas estradas.

 

Envie um comentário